CONHEÇA O CODAU

  AGÊNCIA VIRTUAL

  INFORMATIVO

  RESPONSABILIDADE

  LICITAÇÃO

  CODAU ENSINA

  FALE CONOSCO

  FALE COM O PRESIDENTE

  TRANSPARÊNCIA

  ACESSO À INFORMAÇÃO




Serviços


 



Codau reajusta tarifa de água e esgoto em 4,4% a partir de janeiro
18/11/2017

Reunião dos membros do Comitê Municipal de Regulação Técnica dos Serviços de Saneamento Básico (COMSAB), com a direção do Codau nesta quinta-feira (16) definiu o reajuste para a tarifa de água e esgoto em 4,4%, que incidirá sobre as contas a vencer no mês de janeiro de 2018. O percentual de esgoto não sofrerá alteração e permanece em 70%, calculado de acordo com o consumo de água.

O reajuste de 4,4% será aplicado linearmente em todas as faixas de consumo e categorias – residencial, comercial, industrial, pública, residencial rural, social rural e aposentados. A partir desta sexta-feira (17) a minuta da proposta ficará disponível na internet para consulta pública por um período de 15 dias. Logo em seguida, o decreto será publicado no Porta-Voz, dando sequência aos trâmites legais para efetivar o reajuste.

A menor tarifa do Codau é da categoria Social Rural, com a incidência de dois benefícios: 50% de desconto para todos os moradores dos bairros rurais, e outros 50% para as famílias dessas regiões, que recebem benefícios sociais do Governo Federal (Bolsa Família). Ela é praticada hoje no valor de R$ 13,43 e passará em 2018 para R$ 14,04.

A tarifa de água residencial urbana, na faixa de até 10m³, onde estão mais de 40% dos consumidores de Uberaba, subirá R$1,16. Sairá de R$27,36 para R$27,52. Se calculada a tarifa com o esgoto, o valor final da fatura, que neste ano é de R$ 44,81, em 2018 será de R$ 46,78.

A tarifa Social dos Aposentados, que dá o direito ao desconto de 50%, para quem consome até 10m³ de água, com renda de até um e meio (1,5) salário mínimo – sai de R$22,40 e vai para R$ 23,39.
A partir deste ano os mutuários do Minha Casa Minha Vida passaram a receber a isenção na cobrança das derivações de água e esgoto para a primeira ligação. Este benefício, que era somente concedido para as faixas de renda 1 e 1,5, agora será estendido às famílias que se enquadram na faixa de renda 2.

Os outros serviços públicos do Codau não sofrerão reajuste. Os valores serão mantidos com a referência de 2017. A única exceção será fornecimento de água potável em caminhão pipa que receberá o reajuste de 4,4%. Hoje o valor é de R$ 7,03 m3 de água e passará para R$ 7,35 m3 para o caso do carregamento de caminhão de terceiros. Para o caso de solicitação de caminhão pipa do Codau, carregado de 10 m3, o custo atual é de R$ 183,13 e a partir de janeiro passará para R$ 191,19, além da cobrança pelo quilômetro rodado.

O presidente do Codau, Luiz Guaritá Neto, explica como o Codau chegou ao índice proposto de 4,4%. O custeio da energia, que representa cerca de 30% das despesas da autarquia foi o que mais pesou na decisão do valor do reajuste. O governo federal, por meio de sua agência reguladora (Aneel) fez uma mudança no critério de cobrança do sistema de bandeiras do setor elétrico, majorando significativamente as tarifas de energia. ‘Isso impactou o Codau gerando acréscimo nos custos da energia na ordem de 4%. Outros fatores também influenciaram como o aumento também nos combustíveis acima da inflação, além da inflação dos últimos 12 meses da ordem aproximada de 3%”, observou o dirigente. Ele ressaltou que o enxugamento de despesas operacionais com o novo turno de seis horas, bem como os cortes nas horas extras do quadro de servidores ajudaram a reduzir custos administrativos e a manter o reajuste no patamar proposto.

Ascom Codau 18.11.2017