CONHEÇA O CODAU

  AGÊNCIA VIRTUAL

  INFORMATIVO

  RESPONSABILIDADE

  LICITAÇÃO

  CODAU ENSINA

  FALE CONOSCO

  FALE COM O PRESIDENTE

  TRANSPARÊNCIA

  ACESSO À INFORMAÇÃO




Serviços


 



Ministério das Cidades aprova R$ 100 milhões para o Codau
02/01/2018


São verbas na ordem de R$ 24,3 milhões para abastecimento de água e R$ 76,3 milhões para esgotamento sanitário

Ao todo 14 projetos do Codau, referentes ao abastecimento de água e esgotamento sanitário, que juntos alcançam os valores de R$ 100 milhões, foram aprovados no âmbito do Programa Avançar Cidades – Saneamento para Todos, do Ministério das Cidades. O enquadramento da Carta Consulta já está adiantado, inclusive com a entrega de documentações à Superintendência da Caixa Econômica Federal, em Uberlândia, que fará as análises de viabilidade financeira, técnica, jurídica e institucional.

O prefeito Paulo Piau explica que haverá novas etapas a serem cumpridas pelo Codau até que efetivamente seja assinado o contrato com a liberação da verba. Na última semana de dezembro de 2017 a autarquia avançou e consolidou a segunda, das cinco fases previstas de validação da proposta, o que incluiu a entrega à CEF (agente financiador), de todos os projetos, orçamentos, cronogramas físico-financeiro e o de desembolso, bem como outros itens exigidos.

Água - Entre os projetos de abastecimento contemplados estão a construção de um novo Centro de Reservação, o CR-14, previsto para ser erguido na região da Univerdecidade (Chácaras Bouganville); implantação de cinco adutoras, com diâmetro de 300 mm (tubulações de grande porte que interligam os reservatórios), numa extensão total de 16,2 km.
São elas: da Estação de Tratamento de Água (ETA) ao CR-14; do CR-5 (Abadia) ao CR-10 (Jd. Gameleira); do CR-6 (bairro Olinda) ao CR-8 (Parque das Américas), do CR-8 à Av. Filomena Cartafina e da ETA ao viaduto Av. José Maria Reis (EUA).

Um segundo projeto neste componente trata-se da substituição de 24 km de redes antigas localizadas no centro da cidade, um grande passivo que Uberaba ainda precisa solucionar.
Esgoto - Já no componente do Esgotamento Sanitário, o Codau entrou com dois grandes projetos. A construção da IV Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) na região Sul de Uberaba, com uma capacidade de atendimento para 150 mil habitantes e vazão de 400 l/s, usando a tecnologia do tratamento biológico, a mesma das ETEs Rio Uberaba e Hugo Rodrigues da Cunha.

E também nesta área o Codau solicitou verbas para a implantação de seis novos Emissários de Esgotos (tubulações responsáveis por receber o esgoto das redes tronco e transportar para as Estações de Tratamento), numa extensão total de 30 km, com diâmetros entre 500 a 800 mm. Tratam-se dos emissários Conquistinha II; Vila Esperança; Chica Ferreira; Jucá; Cachoeira e das Toldas.
Luiz Guaritá Neto, presidente do Codau, ressalta que é uma conquista a aprovação da Carta Consulta junto ao Ministério das Cidades e a expectativa é grande em relação à liberação das verbas agora em 2018. ‘Com essas obras estamos complementando as ações de saneamento que Uberaba precisa para ampliar a oferta de água e esgoto necessários para um horizonte de 20 anos de crescimento do município. Uma garantia que deve ser planejada e executada agora, para assegurar tranquilidade no futuro’, completou ele.

Ascom Codau /Jornalista Edna Costa - 02.01.2018