CONHEÇA O CODAU

  AGÊNCIA VIRTUAL

  INFORMATIVO

  RESPONSABILIDADE

  LICITAÇÃO

  CODAU ENSINA

  FALE CONOSCO

  FALE COM O PRESIDENTE

  TRANSPARÊNCIA

  ACESSO À INFORMAÇÃO




Serviços


 



Uberaba está entre as 10 melhores cidades do Brasil em Saneamento
19/04/2018

Em um novo estudo publicado nesta quarta-feira (18) pelo Instituto Trata Brasil em parceria com a GO Associados, Uberaba ocupa a 10ª posição no ranking do saneamento básico das 100 maiores cidades brasileiras. Em 2014 a cidade estava em 19º lugar e a expectativa da administração era chegar à 10ª posição somente a partir de 2019.

Em 2014 Uberaba ainda ocupava a 19ª colocação. A evolução rápida se deu em virtude da inserção de novas obras de saneamento e investimentos que entraram na contabilização do estudo, explicou o presidente do Codau, Luiz Guaritá Neto. Os dados do ranking 2018 são baseados nas informações mais recentes do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS/ Ministério das Cidades) e referem-se ao ano base de 2016.

Guaritá Neto destaca que os avanços nos serviços tem foco em uma gestão eficiente, com planejamento de investimentos e implantação de infraestrutura. “Esse novo posicionamento no ranking é reflexo de um trabalho conjunto que prioriza o saneamento e reforço que estar entre as 10 mais é um orgulho para Uberaba”, pontuou. Ele observa que para o próximo ano Uberaba deverá subir ainda mais no ranking, já que no estudo atual ainda não foram contabilizados obras como a Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) Hugo Rodrigues da Cunha e o emissário de esgotos São Bento.

Entre os índices de saneamento pesquisados no ranking estão indicadores de atendimento total de água e esgoto; investimentos e arrecadação; novas ligações; perdas na distribuição de água e tarifa média. A 10ª posição de Uberaba colocou o município acima de capitais como Belo Horizonte (30º), São Paulo (23º) e Rio de Janeiro (39º). A pesquisa lista índice de 100% de abastecimento de água ofertados no município e o coloca em primeiro lugar neste quesito, acompanhadas de outras cidades que também já conseguiram universalizar o abastecimento. No quesito de atendimento total de esgoto Uberaba aparece com 98,5% de coleta. A média do Brasil, reportada no SNIS 2016, é de 59,70%. E o indicador de perdas na distribuição em Uberaba foi de 30,33% e colocou Uberaba entre os 20 municípios que menos tem perdas. Na ponta está Porto Velho (RO) com 70,88% de perdas. O indicador médio computado na amostra é de 39,07%.

Outro fator de destaque na pesquisa do Trata Brasil refere-se ao ranking tarifa de água, sem contabilização da tarifa de esgoto. Uberaba foi a 3ª menor tarifa entre os 90 municípios mais bem colocados na pesquisa. É portanto, 35% menor que a média nacional. O índice Trata Brasil Uberaba aparece com 2,25 por m3, em 2º lugar está Várzea Grande (MT) com 1,86 por m3 e em primeiro lugar ficou a cidade vizinha de Uberlândia (MG/Dmae) com 1,69 por m3. A última colocada, em 100º lugar é o município de Canoas (RS/Corsan) – 6,69 por m3.

O presidente do Codau destaca em termos gerais que o ranking posiciona Uberaba como referência no cenário nacional, além disso, entre as 30 primeiras cidades do ranking, apenas três são de Minas Gerais, sendo Uberaba, Uberlândia e a capital BH. Segundo a pesquisa, a região Sudeste concentra 12 dos 20 municípios mais bem posicionados no ranking.

Entre as dez primeiras cidades do ranking, apenas uma, além do Codau, é autarquia municipal, a Semae, de São José do Rio Preto. As outras, dentre elas a Sabesp, Sanepar e Embasa, são empresas estaduais. Ainda figuram entre as dez, a BRK Ambiental, empresa privada, e o Dmae – Departamento Municipal de Uberlândia.

O Prefeito Paulo Piau destacou que Uberaba seguramente crescerá no ranking para os próximos anos, pois estão previstas novas obra em saneamento em curto e médios prazos. Entre elas, as intervenções no centro de Uberaba para a troca de 23 km de redes antigas de água, uma ação que visa a redução de perdas na distribuição. Ele ressaltou a atuação do município e comemorou os resultados refletidos no Trata Brasil e garantiu que Uberaba está empenhada na busca de recursos do Ministério das Cidades para avançar ainda mais no saneamento.

O presidente do Codau observou que entre os projetos que pleiteiam essas novas verbas federais está a troca de 23km de redes antigas do centro de Uberaba. Este planejamento virá acompanhado de melhorias dos equipamentos urbanos como a instalação de novas lixeiras, padronização de passeios e recapeamentos das ruas onde as obras acontecerão, uma forma de compensação que o Codau oferecerá para a cidade pelos transtornos que serão causados no trânsito.

Metodologia – O Ranking do Saneamento é publicado anualmente, desde 2009, e aborda os indicadores de água e esgotos com base nos dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), divulgado pelo Ministério das Cidades. Ele reúne informações fornecidas pelas empresas prestadoras dos serviços nas cidades. Esta edição do estudo foi feita em parceria com a GO Associados, especializada em saneamento básico. Os dados consultados são de 2016, os últimos publicados pelo Ministério das Cidades.

Ascom Codau/Uberaba 19.04.2018